Brincar sob as estrelas e com os pirilampos na Arrábida

Na Quinta de Alcube as noites de julho são palco de espetáculos para partilhar com os mais novos. Experiência inesquecível entre pirilampos.

Regra geral, a ideia de um passeio pela serra vem acompanhada da imagem de dias luminosos. Mas nem sempre tem de ser assim. Prova disso são as Noites de Estrelas e Pirilampos que a Ocean Aliva organiza há já três anos na Serra da Arrábida. Nestas sessões, consolas, televisões e smartphones ficam para trás e o céu e a natureza são os únicos ecrãs que importam. Às 21 horas, com os visitantes agasalhados e prontos para explorar, começam as visitas pela serra, que  juntam passeio de observação de pirilampos, apoiado por biólogos, e sessões de astronomia com o auxílio de telescópios.

“São momentos mágicos que nos fazem lembrar a infância e nos apaixonam pela luz natural da noite”, explica a organização. Estas sessões, que se realizam todas as noites dos até ao final de julho (desde que o tempo assim o permita e haja um número suficiente de participantes), não são apenas um espetáculo natural mas também uma forma de sensibilizar miúdos e graúdos para a importância de conservar a natureza e limitar a poluição luminosa.

A par com outros fatores, esta é uma das causas para o desaparecimento dos pirilampos, já que a luz artificial interfere com a sua reprodução. Para além dos instrumentos disponibilizados pela organização, aos participantes pede-se que façam uso da imaginação. É ela que permite dar o salto entre a serra e o mar profundo, onde reina, também, a escuridão. Como num jogo, imagina-se o mundo do avesso e as noites salpicadas de luz passam a ser o fundo dos oceanos: “um ecrã negro, com flashes a piscar de animais que comunicam pela luz para se fazerem ver pelo parceiro, enganar predadores ou atrair as presas”.

Este mês, tendo em conta que os pirilampos são menos abundantes, as noites serão mais centradas na astronomia e nas atividades (pagas à parte) que a organização decidiu lançar este ano. O teatro para famílias é uma das propostas, com sessões marcadas para as 20h30 dos dias 3 e 17 de julho. Para participar das sessões, basta contactar a Ocean Alive e perceber quais as noites mais favoráveis na agenda.

 

Programa base (observação de estrelas e pirilampos): grátis/6/9 euros; até 3 anos/4-16/+17
Teatro para famílias: grátis/3/5 euros; até 2 anos/3-16/+17
web: ocean-alive.org



CONTEÚDO PATROCINADO