Cadernos únicos, feitos à mão, com materiais reciclados e locais

cadernos musgo
Um encadernador e uma restauradora inventaram cadernos artesanais e lindos, no Porto.

Sara, 30, e Enzo, de 26 anos, são os criadores da Musgo, a marca de cadernos artesanais nascida no final de 2015, no Porto. Ela, portuguesa, antiga estudante de restauro, ele, argentino, um «encadernador nato», encontraram nos cadernos artesanais uma forma de partilhar um estilo de vida: «Acreditamos que há um excesso de produção e consumo de objetos novos. Por isso, os nossos cadernos são feitos com matérias-primas locais, compradas no comércio tradicional, ou com materiais reciclados, promovendo a reutilização e produção local.» Um retalho de tecido, um saco de papel ou até um filtro de café podem dar origem a um novo caderno ou álbum de fotografias. Cada peça leva uma a seis horas até estar concluída e os preços oscilam entre os 4 e os 48 euros. Estão à venda a partir de quatro euros em feiras, no Mercado da Invicta e no Facebook.

WEB: facebook.com/cadernosmusg



CONTEÚDO PATROCINADO