Segundo Muelle: um restaurante peruano com sabores do mundo

O Peru ganhou mais uma «embaixada» na capital. No antigo edifício dos CTT há agora um restaurante dedicado aos sabores que têm no país sul-americano ponto de confluência. No Segundo Muelle há ceviches, cocktails à base de pisco e não só.

A história deste restaurante no número 30 da Praça D. São Luis I, em Lisboa, começou numa garagem em San Isidro, Lima, capital do Peru. Com pouco mais de vinte anos e sem experiência em restauração, Daniel Manrique abriu um pequeno espaço, com apenas quatro mesas, onde servia o peixe fresco da região e as receitas de ceviche que a mãe lhe ensinara. Com uma abordagem muito pessoal dos temperos típicos peruanos – e saltando já para o final da história – Daniel acabou por sair da garagem e abrir mais de dezena e meia de restaurantes, em sete países. E, em agosto, em Portugal.

A influência de diferentes nacionalidades na culinária do Peru é celebrada. O menu está dividido tendo-as em conta, destacando não só os pratos clássicos mas também os encontros felizes entre a cozinha tradicional e sabores mais longínquos.

É o próprio Daniel que estimula este «casamento», promovendo um concurso anual entre os cozinheiros da cadeia de restaurantes, onde as melhores receitas podem entrar na carta oficial.

Ainda que seja quase obrigatório provar os ceviches (secção «Mar» do menu), outras escolhas se afiguram como tiros certeiros. Do capítulo «Mediterrâneo», os tártaros de salmão e de atum, marinados em azeite, alho e lima, trazem um sabor levemente reconhecível. Servido numa dose que se pode partilhar, o grande favorito dos clientes é uma das opções de influência crioula, a chamada «cozinha da casa» – um «quinoto», ou risoto de quinoa, de cor amarela vibrante, servido com lombo salteado e envolvido em molho huancaina, à base de queijo fresco e pimento.

O suspiro à là Mineña, feito com doce de leite e merengue italiano, está no topo da lista de tentações que fazem as honras de encerramento da carta. Este desfile de sabores não se acompanha de copo vazio. À cabeça está essa receita de aguardente peruana, sumo de lima e clara de ovo à qual já alguém chamou «o cocktail de todos os cocktails» – o pisco sour, nem mais, também disponível com sumo de maracujá.

Com a mesma curiosidade e determinação do menino que aprendeu com a mãe, Daniel foi a Lisboa inaugurar o restaurante e encantou-se com a riqueza de sabores da comida portuguesa, em especial pelo peixe fresco. Ficou a promessa de uma fusão de sabores entre Peru e Portugal.

Segundo Muelle
Praça D. Luís I, 30 loja 4 B (Cais do Sodré), Lisboa
Tel.: 931169158
Web: segundomuelle.com
Das 12h00 às 00h00; sextas e sábados, até às 01h00
Preço médio: 30 euros



CONTEÚDO PATROCINADO