Porto: sushi, brasas e boas vibrações n’ O Largo

Dois amigos da Foz Velha, ambos a trabalhar em restaurantes da Baixa, decidiram abrir um lugar de sushi mais perto do peixe. E depois O Largo cresceu para algo mais.

Vamos falar baixinho, ao ouvido: no Largo do Ouro ainda não há turistas. Ou melhor, há alguns, mas sem parecer invasão. Ali, quando os há, é para alinharem na boa energia daquele lugar tão generoso do Porto, onde várias circunstâncias se juntam para nos darem uma experiência tripeira completa. Há o rio a entrar-nos pelos olhos dentro, porque o largo se inclina para ele à laia de miradouro. Há as casas de comida e petiscos honestos. E portuenses autênticos, de várias origens e caminhos, todos a dar ali ao Douro, como o Douro se dá, um pouco adiante, ao mar.

Não admira que os amigos João Vilela e Rui Moreira tenham desejado regressar às origens, depois de alguns anos a trabalhar na Baixa – João a gerir salas de restaurantes e Rui como chef. «Quis sair do boom da Baixa e achei que fazia todo o sentido abrir um sushi bar numa zona piscatória», disse João, que aliciou Rui a continuar a fazer sushi. O receio de estarem a arriscar demasiado numa zona vincadamente de comida tradicional desfez-se com o assento de alguns clientes fiéis, e foi com eles que O Largo foi evoluindo.

A última evolução é recente e deita fumo – trata-se da grelha que foi instalada junto à esplanada e permitiu ampliar a carta de sushi e petiscos para uma lista de grelhados. Agora, saem também, no menu do dia e com mais suculência ao fim de semana, peixe fresco, costoletões de novilho, bacalhau e polvo. Ao leme da grelha está o pescador Irineu. Estando o tempo favorável, mais vale ficar cá fora, na esplanada que é, afinal, a maior sala do restaurante – e de onde se vê o Douro, o movimento do Largo e a freima de Irineu, tudo boas vibrações.

Lá dentro, João e Rui criaram um espaço muito agradável, com mesas de madeira, tons suaves e algumas peças vintage com a cozinha à vista. Querendo, pode-se passar por tudo, desde a carta de sushi, com combinados que vão das oito às 36 peças; à carta de petiscos, com especialidades como a sopa de peixe, os camarões em fios de batata ou ainda preguinhos de Arouca, açordas e risotos. E, agora também, os grelhados na brasa.

 

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Rua do Aleixo, 1, Porto
Telefone
226163192
Horário
Das12h00 às15h00 (fim de semana até às 16h00) e das 19h00 às 00h00. Encerra segunda.
Custo
(€) 18 euros


GPS
Latitude : 41.1487936
Longitude : -8.649366800000053


CONTEÚDO PATROCINADO