JNcQUOI: a vida em festa na Avenida da Liberdade

São três andares numa ala até então muito pouco usada no Teatro Tivoli BBVA, onde estão presentes algumas das marcas de luxo mais cobiçadas do mundo.

Ainda mesmo antes de abrir portas, o JNcQuoi já despertava a curiosidade geral. Em parte por se tratar de um conceito de luxo ainda raro por cá; em parte por se inserir no edifício histórico do Teatro Tivoli BBVA, em plena Avenida da Liberdade; em parte, por se anunciar como o primeiro espaço em Portugal onde está presente a francesa Ladurée, conhecida pela sua fina pastelaria (e pelos macarons, sobretudo).

Razões não faltam, e todas elas foram, certamente, ponderadas ao milímetro por Paula Amorim, fundadora da cadeia Fashion Clinic e do JNcQuoi, que contou com a cumplicidade do marido, Miguel Guedes de Sousa, CEO do Grupo Amorim Luxury e neto de Frederico Lima Mayer, o empresário que fundou o cine-teatro.

São três andares e duas entradas, com uma arquitetura impactante do catalão Lázaro Rosa-Violán, organizados para proporcionar, ao longo de todo o dia, diferentes experiências de comer, beber e comprar. O piso -1 foi reservado à secção masculina da Fashion Clinic, daí ter-se optado igualmente por colocar aqui um bar de charutos.

No piso 0 está o Delibar, onde é possível não só comer interruptamente do pequeno-almoço à ceia como comprar tudo aquilo que é servido. Mas neste mesmo piso causam furor uma adega climatizada a 18 graus (com edições limitadas e champanhes raros), o balcão da Ladurée e ainda uma secção com os mais belos livros coffee table da editora Assouline.

O Piso 1 ficou reservado ao restaurante, decorado a partir dos frescos originais e com uma réplica em tamanho real do Velociraptor
, quase sempre lotado ao jantar, onde a cozinha está a cargo do chef António Bóia (ex-Ritz Lisboa), assumidamente confortável e com doses generosas. Falta falar das casas de banho, no piso 0, cinco cabinas individuais e sem género definido à volta da estação do DJ. Porque a vida, pelo menos no JNcQuoi, é suposto ser uma festa.

 

Leia também:

A nova perdição dos hambúrgueres em Lisboa
Um roteiro para conhecer os segredos da Avenida da Liberdade
JNcQUOI, comer, ler, beber e comprar na Avenida da Liberdade



CONTEÚDO PATROCINADO