Chegou a (muito curta) época da trufa branca

Restaurantes criaram menus para honrar o fungo.

A época da trufa branca, a pérola das pérolas quando se fala de alta gastronomia, é curta. Demasiado curta — estende-se, na melhor das hipóteses, até meados de dezembro. O que a torna este fungo de odor e sabor intenso ainda mais apetecido. Por isso mesmo alguns dos melhores restaurantes da capital não a desperdiçam.

É o caso do Bistro 100 Maneiras, do Eleven e do Varanda (Four Seasons Ritz Lisboa) que criaram menus especiais, entre os 100 e os 200 euros, à volta da trufa branca de Alba em que todos os pratos, incluindo as sobremesas, levam a sua porção. A trufa é tão preciosa que toda a safra é enviada anualmente para um leilão em Hong Kong, sendo as licitações feitas pelos principais mercados do mundo, via satélite, em tempo real.

 



CONTEÚDO PATROCINADO