Cervejas artesanais para acompanhar uma francesinha

São a melhor companhia do petisco portuense mas nem todas têm as características necessárias para complementar o prato. Aqui, deixamos-lhe quatro sugestões ideias, todas artesanais e feitas no Porto.

A cerveja é a bebida de eleição para acompanhar uma francesinha, mas nem todas são as melhores para beber com ela. Mas nem todos os estilos se adequam à especialidade portuense. Agora que as cervejas artesanais portuguesas são cada em cada vez maior número e variedade, pedimos a Ricardo Queirós, da Catraio – Craft Beer Shop que selecionasse alguns rótulos que vão bem com a intensidade da especialidade portuense.

Ricardo assinala que se deve optar por uma cerveja de «estilo mais leve», para compensar o facto de estarmos diante de um prato pesado. Leve em termos de corpo mas também de álcool porque o picante convida a beber mais.

As pilsner e as helles, da família lager (fermentada a baixas temperaturas) são boas para acompanhar a francesinha, bem como as cervejas de trigo, mais neutras e muito refrescantes. As india pale ale, ou IPA, podem também ser uma opção, porque têm um amargor que pode ir bem com um molho bem condimentado e com o aroma a fumado.

«As session IPA adequam-se melhor, pois são mais leves do que as IPA», considera. Interessa que sejam cervejas bastante ‘bebíveis’. As sugestões de Ricardo são todas de cervejas produzidas no Porto e arredores.

Veja também:
As francesinhas mais emblemáticas da cidade do Porto
Estes são os segredos das melhores francesinhas
Onde comer boas francesinhas em Lisboa



CONTEÚDO PATROCINADO