A casa de petiscos que nasceu numa antiga cadeia de mulheres

Na antiga Cadeia das Mulheres nasceu uma loja de produtos regionais que é também casa de petiscos - onde é dada grande atenção aos ingredientes de Ponte de Lima e do Alto Minho -, servidos num ambiente contemporâneo, para comer de olhos no rio Lima.

Está a fazer um ano que abriu em frente ao Lima, na nobre zona histórica da vila, a Casa da Terra, restaurante de petiscos e loja de produtos regionais. Está instalado num espaço histórico: a antiga Cadeia das Mulheres, mesmo ao lado da torre da Cadeia Velha, que deixou de ser utilizada nos anos 1960. A casa eliminou as celas, construiu dois andares – restaurante e loja em baixo e auditório no primeiro andar – mas quis fazer uma ligação ao passado do espaço.

Convidou a designer Madalena Martins, natural de Ponte de Lima, que trabalha em projetos com comunidades prisionais. O trabalho com reclusos do estabelecimento prisional de Viana do Castelo e de Paços de Ferreira deu origem à decoração do espaço. Há, por exemplo, um candeeiro feito de chouriças (de pasta de papel) e quem for à casa de banho e olhar para o teto, terá outra grande surpresa.

Este histórico edifício da câmara foi o ano passado concessionado à Minhofumeiro, explica a responsável pela Casa da Terra Carlota Borges. «Aqui só se vende produtos de Ponte de Lima», entre enchidos, queijos, compotas, mel, vinho e também vários objetos de artesanato local. Os petiscos que se servem nas mesas interiores ou nas da esplanada em frente ao rio são feitos igualmente de produtos regionais.

Destaque-se o hambúrguer de carne minhota certificada, as sandes de alguidar (bifana do cachaço de porco em vinha d’alhos, servida em pão estaladiço), alheira de galo grelhada, recentemente distinguida com o primeiro lugar no Concurso Nacional de Alheiras Tradicionais Portugueses, tábuas de queijos e de enchidos e fumados, ovos mexidos e hambúrguer de alheira. Todo o vinho disponível – branco, rosé e tinto – é de produtores de Ponte de Lima. Aqui também se pode beber uma cerveja artesanal exclusiva: a Comadre, uma American Amber Ale. Para refrescar as tardes quentes da vila minhota.

Partilhar
Partilhar
Mapa da ficha ténica
Morada
Passeio 25 de Abril, Antiga Cadeia das Mulheres
Telefone
258941040
Horário
Das 09h00 às 20h00. Sexta e domingo até às 21h00. Sábado até às 22h00. Encerra à segunda.
Custo
(€) 10


GPS
Latitude : 41.7674057
Longitude : -8.585244800000055

 

Leia também:

Descansar em Ponte de Lima rodeado pela natureza
Os vinhos e petiscos que são pares perfeitos para o verão
Em Ponte de Lima há um bar onde se bebe sob guarda-chuvas



CONTEÚDO PATROCINADO