Café Portugal: um restaurante no Rossio para portugueses

Fica dentro de um hotel, num dos locais mais turísticos de Lisboa. Mas assume-se, acima de tudo, e sem excluir ninguém, como um restaurante para quem é de cá. E para quebrar preconceitos.

Passa-se e mal se dá por ele. É discreto, recatado, desprovido de fogo de vista, muito menos de menus com fotografias ou tradução em meia dúzia de línguas. E isto não é senão bom sinal. Afinal, o Café Portugal fica no Rossio, no olho do furacão turístico da Baixa de Lisboa, mas está lá para tudo menos para ser uma «armadilha».

Sim, é um restaurante de hotel, mas mesmo essa perceção está em vias de mudar, hajam mais restaurantes assim. Os preços não são exorbitantes (são até bastante justos, tendo em conta a localização), o serviço é atencioso e informado mas despido de formalismos, e a cozinha faz por se diferenciar sem entrar em histerismos. «Chamamos-lhe cozinha portuguesa 1.2», explica Bruno Santos, diretor de food & beverage da rede My Story, para já detentora de dois hotéis mas que no espaço de um ano conta quadruplicar o número de moradas nesta área da cidade.

E o que é isso de cozinha portuguesa 1.2? «Não nos propomos a refazer pratos, apenas fazer-lhes alguns ajustes, ao sabor do presente ou do gosto pessoal», explica o chef Fábio Regalado. Nesta carta pensada a dois entra, por exemplo, um polvo que Fábio trabalha com molho barbecue, combinação inesperada mas não despropositada, que de imediato convence, juntando-lhe legumes salteados para criar um conjunto de surpreendente leveza. Mas entram também revisitações de bacalhau confitado, filete de peixe galo com arroz de grelos, frango na púcara, bem como certos pratos de receituário internacional que não destoam, caso do salmão em massa kadayif com pera caramelizada e gorgonzola, e sobremesas de truz, incluindo um exemplar pão de ló de Ovar.

Os vinhos, esses também são assunto sério, guiado pelo gosto bem informado de Bruno Santos, que, não se vendendo como um especialista, tem bom feeling e uma saudável curiosidade pelo mundo dos pequenos produtores e das grandes surpresas, fugindo como pode às referências que toda a gente conhece. «Preocupa-me, acima de tudo, que o cliente tenha uma boa experiência vínica», sublinha repetidas vezes.

O Café Portugal é o primeiro voo da marca no negócio da restauração e está de portas abertas desde fevereiro. Tempo suficiente para Bruno se aperceber de que há grande adesão por parte do público português, que já corresponde, garante, «a cerca de 70 por cento dos clientes». E isso, naquela localização, não pode ser ser senão bom sinal.
CAFÉ PORTUGAL
My Story Hotel Rossio, Praça D. Pedro IV, 59 (Rossio)
Tel.: 213400380
Web: facebook.com/cafeportugalmystory
Das 12h00 às 16h00 e das 18h00 às 23h30
Preço médio: 27 euros



CONTEÚDO PATROCINADO