15 hotéis onde o pequeno-almoço vale (mesmo) a pena

Muito antes da moda dos brunches chegar à hotelaria, o clássico pequeno-almoço era já «a cereja no topo do bolo» depois de uma noite bem dormida. Até hoje e, cada vez mais, é um dos elementos mais representativos de uma estada por ser muitas vezes a única refeição desfrutada pelo hóspede.

Há pequenos-almoços com vistas para jardins, para o rio ou com uma serra como pano de fundo. Depois há os hotéis que os mantêm tradicionais, que se abrem à novidade e os que apostam no detox. Além de tudo isto, alguns estão abertos a não hóspedes, fazendo a oportunidade perfeita para desfrutar de uma completa refeição e conhecer aquele lugar, sem ter de pernoitar. De norte a sul, há bons exemplos para onde olhar. E, sobretudo, para provar!



CONTEÚDO PATROCINADO