A Casinha Velha de Leiria que soube reinventar-se

Soube reinventar-se como que reclamando vida própria. Começou outrora por ser alternativa válida a um
restaurante vizinho, hoje vale a viagem. Comida assente no bom produto, carta de vinhos de antologia e coração.

Já foi rua frequentada pelo poder a respetivas orlas, esta estreitinha de Marrazes onde nos encontramos, pelo mítico Tromba Rija, hoje a trabalhar num registo bem diferente de outrora. Leiria nasceu com vocação de meio-caminho e esta paragem fazia bem noutros tempos para um almoço retemperador, a caminho de Lisboa ou Porto. Ricardo Costa, filho de um empresário de restauração, no projeto do Menino, que ainda se mantém em laboração, criou um modelo moderno de exploração do repertório gastronómico que é também tradicional.

O serviço inicial de tabuleiro de queijos e enchidos de porco preto, pesado antes e depois da empreitada, a diferença é que vai para a conta, é uma opção a considerar. Mas há camarões panados (1,25 euros/un.), morcela de arroz (2 euros/un.) e pimentos gratinados (2,50 euros/un.). Nos domínios quentes e salgados dos pratos principais, o bacalhau manda na zona peixeira de forma quase absoluta. Vale a pena perscrutar, a propósito, a açorda de bacalhau com gambas (17,50 euros), e arquivar no banco das boas concretizações o bacalhau assado com batata a murro (18,50 euros). Há mais força nas carnes do que nos peixes, e há que fazer pontaria para as sextas-feiras, para apanhar o belíssimo galo assado no forno (16,50 euros) que ali se processa.

O arroz de pato (17,50 euros) é de registo ancestral, execução feliz, e o cabrito assado no forno (19,50 euros) é de assinatura no Casinha Velha, com a competente procura que se impõe. Há várias sobremesas – destaque para a maravilhosa brisa do Lis (4,95 euros) –, caseiras, conventuais e criativas, é difícil resistir-lhes mesmo depois de uma farta refeição. Vive-se o vinho de forma muito especial nesta casa, Ricardo tem laços fortes com muitos produtores de primeira linha e consegue disponibilizar vinhos de antologia a preços simpáticos. Ricardo Costa é colecionador e grande apreciador, a riqueza e pujança da carta é marcada pelos vinhos da sua predileção. Mais que não fosse por isso, não há duas visitas iguais a esta casinha sempre nova.

Rua Professor Portelas, 23, Marrazes (Leiria)
Tel.: 244855355
Das 12h30 às 15h00 e das 19h30 às 22h30. Encerra domingo ao jantar e à terça.
Preço médio: 30 euros



CONTEÚDO PATROCINADO