Um turismo rural restaurado em Foz Coa

É o bairro mais antigo de Murça do Douro, fica numa bela encosta junto ao rio Douro e estava em ruínas. Anabela Costa e Odete Marques transformaram-no num acolhedor turismo de aldeia.

Anabela Costa tem raízes em Murça do Douro e, apesar de a família há muito se ter radicado em Lisboa, sempre visitou a terra dos pais. Numa das últimas visitas, encontrou o Bairro do Casal, «o mais antigo da aldeia», em ruínas e decidiu salvá-lo, desafiando o senso comum… e os conselhos maternos. «Quando disse à minha mãe que ia comprar as ruínas do Bairo do Casal, ela respondeu-me que o Casal ficava onde o diabo perdera os calções e que ninguém queria ir para lá fazer turismo», recorda.

A filha teimou: com a amiga e então colega de trabalho Odete Marques, reconstruiu integralmente cinco casas de xisto e um lagar de vinho, utilizando materiais e técnicas de construção caraterísticas da região. Os interiores foram decorados segundo um estilo rústico e reutilizando materiais e objetos locais.

E em 2012, abriu o Bairro do Casal, com três casas com dois quartos e duas casas com um quarto, todas totalmente equipadas e com aquecimento. Anabela batizou-as com o nome dos seus antigos proprietários: Belmira, a carteira, J. Faustino, o sapateiro, J. David, Aida e Fornesinda.

Ali, no inverno duriente, sabe bem fazer as refeições ao calor da salamandra e, no verão, o pátio privativo convida a comer lá fora. É no exterior, de resto, que fica o coração do Bairro: um terraço arrelvado, com piscina e um alpendre onde é possível fazer uma refeição – marcando antecipadamente, as proprietárias encomendam o serviço aos parceiros André Pesqueira e Marcelo Branco, a dupla que tem no centro de Foz Coa (a 15 quilómetros dali) o restaurante Aldeia Douro.

Os hóspedes são conquistados pela simpatia de quem recebe (por Anabela e Odete, que se revezam na gestão do Bairro) e pelo conforto das casas, mas também pelo estômago. À chegada, na receção e loja (onde era o antigo lagar), as boas-vindas cumprem-se com vinho fino de Murça e bolo de laranja caseiro. E o pequeno-almoço, deixado de véspera nas casas (à exceção do pão, que é entregue de manhã cedo), inclui doces caseiros, queijo de ovelha de Foz Coa e outros mimos. Na despedida, é possível comprar na loja vinhos produzidos ali muito perto e vinificados na Adega Cooperativa de Freixo de Numão. Na freguesia, uma sugestão de passeio é conhecer o Circuito Arqueológico de Freixo de Numão, que começa no Museu da Casa Grande. E a poucos quilómetros fica o incontornável Museu do Coa.

 

Murça do Douro
Vila Nova de Foz Côa
Tel.: 279788162
Web: bairrodocasal.pt
Preços: Casa T1 a partir de 65 euros (inclui pequeno-almoço).

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.



CONTEÚDO PATROCINADO