Cedofeita: a rua do Porto que toda a gente conhece e quer ir

Entre o novo e o antigo, nesta rua comercial emblemática que une a Praça de Carlos Alberto à Rua do Barão de Forrester, pode encontrar-se (quase) tudo.

Depois de uma altura em que a Rua de Cedofeita viu muitas das suas lojas fechar portas, há cerca de dois anos a tendência começou a inverter-se. Projetos inovadores, como um bar de cerveja artesanal e diversos restaurantes, trouxeram (ainda) mais movimento à bem conhecida rua de comércio tradicional. Resistem algumas casas centenárias como a Botónia e a Casa Granado, e ainda as confeitarias Aliança e Suave, que estão na rua há mais de meio século, e que são consideradas por muitos portuenses como os lugares onde se comem os melhores croissants da cidade.

A pedir uma visita está a casa filatélica Aurora da Silva Pereira, fundada em 1910, uma das mais antigas de Portugal, e a department store Mi Allegro, que está a celebrar 50 anos. A rua foi aberta em 1762, e a sua primeira toponímia foi Rua da Estrada. Posteriormente, chamou-se Rua Direita de Cedofeita e com o passar do tempo acabou por se fixar o nome atual.

mapa-es094_6jan



CONTEÚDO PATROCINADO