A avenida que faz a divisão das «duas Sintras»

Já foi uma das artérias com mais trânsito da vila de Sintra mas agora faz-se a pé. Na Avenida Heliodoro Salgado o passado une-se ao presente e há quem diga que é esta avenida que faz a divisão entre as «as duas Sintras».

A Heliodoro Salgado tem uma história de resistência tal como o homem que lhe dá nome. Conhecido como uma das principais figuras da República do início do século XX, Heliodoro foi um defensor das causas públicas e jornalista em várias publicações. O seu funeral teve mais de 50 mil pessoas. Esta personalidade ficou lembrada na toponímia de múltiplas cidades e vilas portuguesas como Almada, Amadora, Barreiro, Lourinhã, Nisa, Portimão, Póvoa de Varzim ou Trofa.

Esta artéria de Sintra, uma das mais importantes da vila, não tem tido um percurso consensual entre os locais. As opiniões dividem-se em relação à transformação de parte da avenida numa via exclusivamente pedonal. Há quem defenda que o trânsito era caótico e que a mudança foi benéfica e há quem tema pela sobrevivência dos comerciantes que deixaram de estar numa rua de passagem.

A transição foi há mais de 10 anos e apesar de o movimento ser constante, a azáfama tornou-se menor. Por ali, encontram-se estabelecimentos que sobreviveram ao tempo, pastelarias que são pontos de paragem obrigatórios, lojas que vão abrindo com a proposta de uma viagem ao passado, ou o imponente Museu de Artes de Sintra.

mapa_rua_sintra



CONTEÚDO PATROCINADO